Salmo 10B (harmônico)
Melodia: Peace, be still
Métrica: 8. 7. 9. 7. 8. 6. 9. 7. 13. 9. 11. 10. 10. 9. 6. 13
Compositor: Horatio Richmond Palmer, 1874
Letra: Comissão Brasileira de Salmodia, 2011
Por que, Senhor, ficas longe,
Te escondes na provação?
Os ímpios com grande arrogância
Ao pobre vêm perseguir
Nas próprias tramas que urdiram,
Presas, pois, venham ser,
Pois se vangloria o perverso
Da sua cobiça vil
Blasfema o avarento contra o Senhor e o maldiz
Não investiga o perverso, pois
Que Deus não existe é seu cogitar,
Tem sempre os caminhos a prosperar
Estão muito longe os juízos teus,
E zomba dos oponentes seus
Pois, pra si diz assim:
Abalos nunca jamais terei nas gerações

Tem ele cheia a sua boca
De enganos e maldição,
Insulto debaixo da língua,
Pecado e transgressão
Monta tocaia nas vilas
A fim de espreitar,
Trucida inocentes no ermo
Qual fera a emboscar
Na rede, o pobre já enlaçou e o prendeu
Baixa e se arrasta e, em seu poder,
Caíram aflitos. Diz ele a pensar:
Não lembra o Senhor nem jamais verá
O rosto virou e logo esqueceu
Levanta, ó Deus, ergue a tua mão
Ó Senhor, ó Senhor,
Dos pobres não venhas te esquecer, ó meu Senhor

Por que razão fica o ímpio
Desprezando ao Senhor
Pensando que Deus não se importa?
Mas, tens visto, ó Senhor
Ao sofrimento atentas
Para os tomar nas mãos
A ti se entrega o pobre
Do órfão és defensor
Quebranta o braço do homem mau, transgressor
Sonda-lhes toda maldade até
Não mais encontrar. Rei eterno é o Senhor
Da terra de Deus somem-se as nações
Dos mansos tu tens escutado a voz
E firmarás os seus corações. Seu clamor ouvirás
E, assim, ninguém lhes trará terror, pois justo és