Salmo 32B (harmônico)
Melodia: Vox Dilecti
Métrica: 8. 6. 8. 6
Compositor: John Bacchus Dykes, 1868
Letra: Comissão Brasileira de Salmodia, 2010
É mui feliz quem tem perdão da sua transgressão
E cuja iniquidade vil, assim, coberta foi
Feliz aquele em quem não há engano no seu ser,
A quem Javé não imputou jamais pecado algum

Enquanto eu me calei acerca dos pecados meus
Os ossos dentro em mim envelheceram de gemer,
Pois dia e noite a tua mão pesava sobre mim
E o meu vigor tornou-se qual estio em sequidão

Então, a ti eu confessei o meu pecado e não
Deixei oculto mal algum e teu perdão ganhei
Eu disse, então, “confessarei a Deus minha transgressão”,
E perdoaste a iniquidade do pecado meu.

Por isso, todo piedoso a ti suplicará,
Sim, rogará em tempo de poder te encontrar
Ao transbordarem muitas águas, não o atingirão
Tu és esconderijo meu quando em tribulação

Com júbilos de salvação, me cercas, ó Senhor
Tu cercas-me de alegres cantos de libertação
“Eu te darei a instrução da senda que deves ir
E sob as minhas vistas, pois, conselhos te darei.”

Cavalo e mula não sejais na sua estupidez,
Pois só com freios e cabrestos vão te obedecer
O ímpio muito sofrimento ainda irá curtir,
Mas quem confia no Senhor misericórdia tem

O ímpio muito sofrimento ainda irá passar,
Mas quem confia no Senhor misericórdia tem
Oh! Alegrai-vos no Senhor, vós justos de coração
Cantai alegremente a Deus. Ó santos, exultai