Salmo 50B (harmônico)
Melodia: National Hymn
Métrica: 10. 10. 10. 10
Compositor: George William Warren, 1892
Letra: Comissão Brasileira de Salmodia, 2012
Fala o Senhor, o poderoso Deus,
Convoca a terra inteira a reunir
Desde Sião, de formosura tal
Desde Sião, já resplandece Deus

Vem sem guardar silêncio o nosso Deus
Um fogo ardente diante ele está
Ao seu redor tormenta a esbravejar
Céus, terra vem, seu povo irá julgar

Chamai meus santos que comigo estão
Em aliança sacrificial
Justiça os céus estão a anunciar
Porque é o próprio Deus quem vai julgar

Escuta, povo meu, e eu falarei
Contra Israel eu testemunharei
Sou Deus, teu Deus, e não censurarei
Teus sacrifícios de contínuo a mim

Novilhos não aceitarei de ti
Nem bodes dos apriscos vou querer
São todos meus do bosque os animais
Por sobre os montes aos milhares vão

Das aves das montanhas todas sei
E os animais do campo já são meus
Sentindo fome não diria a ti
Pois meu é o mundo e quanto nele há

Do boi a carne, acaso, comerei
Ou de cabritos sangue beberei?
A Deus ações de graças venhas dar
Cumpre os teus votos ao supremo Deus

Vem invocar a mim no dia mal
Livrar-te-ei, e glórias me darás
No dia angustioso, vem a mim
Livrar-te-ei, e glórias me darás

Deus diz ao ímpio: que te servirá?
A minha Lei teus lábios repetir?
Mas aborreces meu disciplinar
Minha palavra toda rejeitar?

Tu tens prazer ao vires um ladrão
E ao prostituto associado estás
Soltas a boca pra falar do mal,
E a tua língua trama enganos vis

Sentas e falas contra teu irmão
Tens difamado o filho de tua mãe
Porque calei julgaste-me igual
E, à tua vista, tudo arguirei

Considerai, pois, nisto, todos vós,
Todos que do Senhor vos esqueceis
Pra que não venha vos despedaçar
Sem que haja alguém que possa vos livrar

Quem sacrifício oferece a mim
De ações de graças glórias me dará,
E a quem o seu caminho preparar
Darei que veja a salvação de Deus